Artigos Jardinagem

Loucos por Suculentas

2015-05-18 - 15h19

07 Passos para ter sucesso no Cultivo de Suculentas

Suculentas

Com os mais variados tons de cores, aspectos e formatos de folhas. Flores lindas, delicadas e perfumadas ou estranhas e fedorentas, as Suculentas são ótimas opções de plantas para presentear, ter e cultivar em casa. A partir de agora, delicie-se com nossas dicas para se ter em casa esse mundo de folhas gordinhas e cheias de água, que encantam pessoas de todas as idades. 

Suculentas

Fonte da Foto: www.pieceofeden.blogspot.com

1. Escolha do Vaso

O desenvolvimento das suculentas depende do espaço que as raízes possuem para o crescimento radicular. Dessa forma, o ideal é que o vaso tenha no mínimo 10 cm de altura, devendo-se observar, principalmente, o porte da planta. Vasos menores possuem necessidade de troca do vaso para não limitar o crescimento da planta. O vaso pode ser uma jardineira ou bacia, para o plantio coletivo ou vaso simples, para o plantio individual. O mais importante é a criatividade para mesclar cores e formatos de plantas. 

vasos suculentas

Foto da Fonte: www.simplysucculents.com

2. Drenagem do Vaso

A drenagem do fundo do vaso é uma das partes mais importantes do plantio. Vasos com drenagem ruim propiciam acúmulo de água, consequentemente, apodrecimento radicular. Em contrapartida, vasos sem elementos drenantes propiciam o crescimento de minhocas que entram pelos furos dos vasos. As minhocas em áreas fechadas, como os vasos, formam torrões que compactam o solo, prejudicando a aeração e o crescimento radicular. Como forma de drenagem, sugerimos: Seixos, Argila expandida, manta Bidin, brita, cacos de telhas, etc. 

Drenagem suculentas

Fonte da Foto: www.ext.homedepot.com

3. Substrato Ideal

Substrato é toda a mistura que é usada para substituir o solo por um curto período de tempo. No caso das Suculentas, é imprescindível que se use uma mistura que tenha condicionador de solo (produto rico em matéria orgânica e nutrientes com capacidade de boa retenção hídrica) para garantir maior durabilidade para o crescimento das plantas para evitar o replantio. Por serem plantas que crescem em condições de extremos climáticos (frio, ventos, seca e calor) é importante que tenha areia em sua composição para que o acúmulo de água não seja prejudicial às raízes. Além disso, outros compostos são importantes para que haja um bom balanceamento nutricional para as plantas. Dentre eles: esterco, alguma fonte de nutrientes (Calcário, Superfosfato Simples, Casca de Ovo Moída, Cinzas de Churrasqueira peneirada, etc.) e turfa ou terra vegetal. A mistura ideal é 5 Kg de Condicionador de solo + 500 gramas de areia de construção granulometria média (peneirada e isenta de brita ou cimento). A areia deve ser sempre 10% do produto principal (condicionador de solo ou terra vegetal). Também pode ser adicionado nesta mistura 1 Kg de Húmus de minhoca. Não há necessidade de usar uma balança para essa mistura, basta apenas usar o "olhômetro".

Substrato Suculentas

Fonte da Foto:www.gardenista.com

4. Escolha da Planta

Hoje cada vez mais plantas são oferecidas ao consumidor, sendo que raras são as suculentas que temos dificuldades de adquirir. Quando não é possível comprar pessoalmente, a escolha pode ser feita pela internet, seja por sementes ou empresas que comercializam as plantas envasadas. As plantas devem ser escolhidas conforme o tamanho e profundidade do vaso, podendo ser plantas que crescem para cima, para os lados ou pendentes. A variação de cores, formas e tamanhos é uma boa opção para mesclar plantas em vasos compostos. Exemplos de gêneros coloridos: Echeveria, Kalanchoe, Sedum, Crassula, etc. 

Escolha da Planta - Suculentas

Fonte da Foto: www.27east.com 

5. Plantio

O plantio das mudas de suculentas deve ser feito da mesma forma de plantio de outras plantas. Fura-se um buraco no substrato do vaso, planta-se a muda e aperta ao redor para que a mesma fique firme. Ou posiciona-se a muda no centro do vaso e preenche as laterais com o substrato. Como as suculentas, independente da espécie, crescem ao redor da planta principal, a mesma deve ser plantada no centro do vaso para ter espaço de crescimento. As folhas que se soltarem devem ser colocadas acima do substrato. Não há necessidade de cobrí-las, elas enraizarão e crescerão sozinhas. 

Plantio Suculentas

Fonte da Foto: www.ourcozycubbyhole.com

6. Irrigação

As suculentas são plantas originárias de regiões de  altas temperaturas durante o dia, baixas temperaturas a noite e ventos fortes. No entanto, devido ao sistema radicular ser raso, acumulo de material orgânico no solo e pela morfologia da plantas (presença de cera e espinhos nas folhas) não permitir a perda de água com facilidade, a planta conseguiu se adaptar à baixa umidade ambiental. Em contrapartida, no excesso de umidade, a planta absorve água até melar. O ideal é que a irrigação do substrato seja feito apenas quando se notar que o mesmo esteja seco.

Irrigação Suculentas

Fonte da Foto: www.kambroo.com

7. Luminosidade

As suculentas são plantas que se adaptam facilmente à presença da luz direta (Sol). As plantas mudam a coloração das suas folhas tornando-se róseas, roxas ou avermelhadas, devido à essa exposição ao sol. Plantas que se desenvolvem na sombra ou com limitação de luz ficam pescoçudas, fracas e com maior susceptibilidade ao ataque de pragas e doenças.

Luminosidade - Suculentas

 Fonte da Foto: www.pinterest.com

 

Gostou do artigo? Curta e compartilhe em suas redes sociais!!!

E não perca...em breve: Propagação de Suculentas - como fazer.